Flor do Lácio
BEM VINDO


Cadastre-se em nosso fórum e tenha sua redação corrigida pelos membros.
Flor do Lácio

Espaço criado com intuito de ajudar aos membros produzirem redações de excelência.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

2ª ETAPA DA UFMG - Língua Portuguesa e Literatura Brasileira

Ir à página : 1, 2  Seguinte

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 2]

http://web.cpv.ufmg.br/Arquivos/2011/ProvasUFMG/L%edngua%20Portuguesa%20e%20Literatura%20Brasileira%20-%202011.pdf

VAMOS COMEÇAR A FAZER A PROVA A PARTIR DAS 23:30 (horário de Brasília) NO DIA 18/08

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/kelvin.brayanvilaca

Mourette

avatar
Membros
é daqui a pouco hehe..

começarei amanhã!

Ver perfil do usuário

Luís

avatar
Membros
QUESTÃO 01 - Texto 1

É bem óbvia. Ou quer dizer que o cara está indo direto em direção a um precipício ou que logo adiante tem um carinha triste e deprimido.
O elemento causador da ambiguidade é depressão.

Então, é isso? Qual é a opinião dos colegas?

Ver perfil do usuário
Só um min. tou lendo agora.

Ver perfil do usuário

velloso

avatar
Membros
Luís escreveu:QUESTÃO 01 - Texto 1

É bem óbvia. Ou quer dizer que o cara está indo direto em direção a um precipício ou que logo adiante tem um carinha triste e deprimido.
O elemento causador da ambiguidade é depressão.

Então, é isso? Qual é a opinião dos colegas?

estava olhando a mesm questão. Concordo com sua análise.

Ver perfil do usuário
Ele quer as duas leituras possíveis...
É isto mesmo Luís.
Boa

Ver perfil do usuário

TExTO 2
É muito comum o contribuinte incluir na sua declaração dependentes que já têm renda.
Essa inclusão pode não ser vantajosa. Para um dependente que estuda, não é vantagem o
contribuinte incluí-lo se sua renda for superior a R$ 4.439, 34

E essa?

Ver perfil do usuário
Seria o sua?
Fica a ambiguidade entre o dependente que estuda e o contribuinte. Certo?

Ver perfil do usuário
não é vantagem o contribuinte incluí-lo se sua renda for superior a R$ 4.439, 34

Ver perfil do usuário
É, vou nessa. Pelo jeito, ninguém está a fim de continuar

Ver perfil do usuário
Pessoal, o elemento causador da ambiguidade no primeiro texto é a placa escrita depressão.

Leitura 1: Há uma forma de relevo, denominada depressão, a 3 metros de distância do motorista.

Leitura 2: Há uma pessoa a 3 metros de distância do motorista, cujo estado mental encontra-se depressivo.

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/kelvin.brayanvilaca
É muito comum o contribuinte incluir na sua declaração dependentes que já têm renda.
Essa inclusão pode não ser vantajosa. Para um dependente que estuda, não é vantagem o
contribuinte incluí-lo se sua renda for superior a R$ 4.439, 34. "

Elemento causador da ambiguidade: pronome possessivo sua

Leitura 1: Para um dependente que estuda, não é vantagem o contribuinte incluí-lo se a renda do estudante for superior a R$ 4.439,34.

Outra forma: Para um dependente que estuda, não é vantagem o contribuinte incluí-lo se a renda daquele for superior a R$ 4.439,34.

Leitura 2: Para um dependente que estuda, não é vantagem o contribuinte incluí-lo se a renda deste for superior a R$ 4.439,34.

Outra forma: Para um dependente que estuda, não é vantagem o contribuinte incluí-lo se a renda do responsável for superior a R$ 4.439,34.

Smile

Vamos para a próxima?

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/kelvin.brayanvilaca
QUESTÃO 2

Questão difícil néh? kkkk, mas, vamos lá!

O poema "Canção do ver" trata-se de um texto que explica outra realidade, que é diferente da qual muitos enxergam o mundo, devido a seus valores e idéias particulares e pré-estabelecidos.
O menino, que desconhecia uma linguagem padrão, por exemplo, a Gramática, poderia criar sua própria linguagem a partir de seus sentidos (empirismo), atribuindo quaisquer características aos elementos de seu mundo pessoal; ou ele poderia herdar essa visão de animais.
Dessa forma, nota-se que a linguagem desempenha um papel importante na visão de mundo, pois ela estabelece códigos e sinais padronizados que permitem a visualização de um tipo de mundo. Isso está de acordo com o texto, já que o menino que vivia em meio aos pássaros, adquiriu a "visão de mundo" das aves. Percepção essa diferente das pessoas escolarizadas, que apesar de seus valores e ideias serem muitas vezes distintos, conseguem enxergar vários paradigmas, onde suas concepções se convergem. Além disso, ele era capaz de outorgar diferentes valores às coisas, como:
"Podia dar às pedras costumes de flor./Podia dar ao canto formato de sol./E, se quisesse caber em uma abelha, era/só abrir a palavra abelha e entrar dentro/dela." Atribuições essas diferentes, que demonstram o papel da linguagem na concepção de mundo.

Pessoal, nem sei viu se está certo essa! kkk

Very Happy



Última edição por Kelvin Brayan em Sex Ago 19, 2011 11:48 am, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/kelvin.brayanvilaca

Mourette

avatar
Membros
Kelvin Brayan e sua peculiar modéstia rs...


ao meu ver, está certíssima, jovem!

porém , quero postar como eu resolvi. Eu generalizei, e quero que apontem se está certo ou não.



Nós, seres humanos, somos influenciados pelo ambiente que nos rodeia: por meio dos sentidos, absorvemos novos valores e experiências, a medida que caracterizamos cada relação estabelecida, por meio da linguagem.

Ver perfil do usuário

Mourette

avatar
Membros
questão 3

O protagonista 1 é alguém que, apesar das intempéries, se mantém obstinado em seu objetivo. E mais, ele não se influencia fácilmente, ao contrario do protagonista 2, uma vez que este sofre influencia das diretrizes que o tio lhe indica.

Ver perfil do usuário
Mourette, eu também concordo, eu só acrescentaria algo:

Nós, seres humanos, somos influenciados pelo ambiente que nos rodeia: por meio dos sentidos, absorvemos novos valores e experiências, que, muitas vezes, já foram pré-estabelecidos ou assimilados por grupos sociais anteriores, à medida que caracterizamos cada relação estabelecida, por meio da linguagem.

Very Happy

É porque esse negócio de novo é relativo, o que pode parecer novo para você, para outro indivíduo, isso pode ser coisa antiga.

Entendeu?



Última edição por Kelvin Brayan em Sex Ago 19, 2011 11:46 am, editado 2 vez(es)

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/kelvin.brayanvilaca
ESPERA AE, VAMOS ESPERAR O PESSOAL COMENTAR SOBRE A QUESTÃO 2!

Very Happy

MAS, ANDEM LOGO, xD

Razz

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/kelvin.brayanvilaca

Mourette

avatar
Membros
umm, é mesmo =]

Ver perfil do usuário

Luís

avatar
Membros
Mourette, meu bom, eu tenho outra interpretação sobre a questão 3. Se está certa, não sei!

No trecho 1, o sobrinho é um cara sem estudos que se vê diante de um tio culto que tenta fazer com que ele se torne estudioso.

No trecho 2, o sobrinho é um cara culto, que estudou na França, e o tio tenta fazer com que ele "ponha os pés no chão" e veja o mundo do ponto de vista do lugar onde nasceu.

Ver perfil do usuário

Mourette

avatar
Membros
rsrs... tem razão luís!

tenho que objetivar mais minhas resoluções. Ao ler novamente o trecho , o compreendi, tendo em base sua resposta. Porém há de convir que os dois protagonista se opõe, no que tange ao caráter influenciável de um deles?

Ver perfil do usuário
QUESTÃO 3

Caramba! Vamos ver:

Hun...

Observa-se que há uma nítida semelhança entre os protagonistas dos dois trechos, por exemplo: ambos demonstram certa arrogância devido ao aparente grau de "sabedoria" e instrução adquiridos a partir de seus particulares pontos de vista. No entanto, os tios os abordam com o intuito de fazer-lhes mudar suas opiniões, que ao ver deles, tais sobrinhos encontram-se aparentemente enganados ou errados. Além disso, o protagonista do segundo trecho parece ser mais receptivo às idéias do tio, já que ele "estendeu" a conversa sobre os conselhos e críticas que recebeu. No entanto, isso difere do protagonista do primeiro trecho, que aparenta ser não muito volátil às concepções de seu Tio, conforme se vê a seguir: "Mas o Herói inflexível só responde,/Que não há de mudar do seu projeto.". Isso demonstra uma diferença básica entre esses personagens principais, pois um demonstra ser mais receptivo às advertências do Tio, enquanto o outro revela um certo comportamento lacônico.

O que acharam?



Última edição por Kelvin Brayan em Sex Ago 19, 2011 11:33 pm, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/kelvin.brayanvilaca
Pessoal, acabei de ler seus comentários. Bom, eu estou de acordo com vocês, Mourette e Luís. Isso parece ser o que penso, só não sei se consegui transmitir isso a vocês pela minha resposta acima.

Falou!

Amanhã, a gente peleja mais, kkkk

Razz

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/kelvin.brayanvilaca
Boas respostas. É isso aí.

Ver perfil do usuário

Mourette

avatar
Membros
Também gostei , kelvin!

Ver perfil do usuário

Luís

avatar
Membros
Concordo com você, Mourette. As nossas respostas se complementam e o Kelvin fez um resumão delas.
Acho que essa é a questão mais interessante dessa prova.

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 2]

Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum